- Anunciante -spot_img
InícioAgronegócioSemeadura do algodão em Mato Grosso segue em ritmo lento, afirma IMEA

Semeadura do algodão em Mato Grosso segue em ritmo lento, afirma IMEA

- Anúncio -spot_img

Os trabalhos a campo alcançaram 9,27% das áreas até sexta-feira (15)avanço de 6,16 pontos percentuais em relação à semana anterior. Esse é o levantamento que a ponta o ritmo da semeadura do algodão em Mato Grosso, realizado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária – IMEA, divulgado ontem, segunda-feira (18).

A postergação no cultivo da soja indicado pelo Instituto influenciou para que os trabalhos nas lavouras ficassem atrasados 18,82 pontos percentuais (p.p.) em relação ao mesmo período da safra 19/20 e 20,57 p.p. em relação à média dos últimos cinco anos.

Já entre as regiões de Mato Grosso, a região sudeste é a mais adiantada, com 17,08% da área já cultivada. Ademais, é importante destacar que neste início as áreas semeadas são com o algodão safra e a maior parte das áreas ainda terá que aguardar a colheita da soja, o que preocupa os produtores, já que os trabalhos nas lavouras de soja estão atrasados 5,07 p.p. em relação ao mesmo período da safra passada.

  • O indicador Imea-MT avançou 9,89% em relação à semana passada, ficando cotado a um preço médio de R$ 137,22/@.
  • Diante do corte nas estimativas de produção dos EUA, as cotações da ICE finalizaram a semana com valorizações de 1,70% e 1,10% para os contratos de jul/21 e dez/21, com valor médio de ¢US$ 82,53/lp e ¢US$ 76,89/lp, respectivamente.
  • As paridades de exportação avançaram 0,85% e 1,31% para os contratos de jul/21 e dez/21, ficando cotadas a R$ 140,37/@ e R$ 133,02/@, respectivamente, pautadas pela valorização da ICE e do dólar na semana.
  • Com o avanço no preço da fibra no mercado “spot” em MT, a relação frete/pluma fechou em 3,56% na semana passada.

VENDAS

A comercialização da pluma disponível (19/20) em Mato Grosso avançou 1,66 pontos percentuais (p.p.)  em relação ao mês de novembro, alcançando 87,66% da produção. Essa pequena evolução está atrelada à retração do produtor no mercado “spot” – diante das dúvidas quanto à produção da próxima safra.

Com a menor oferta, o preço médio em dezembro chegou ao patamar de R$ 126,32/@, alta de 0,96% em relação ao mês passado.

Para a safra futura (20/21) as vendas da pluma chegaram a 54,42% da produção, avanço de 2,59 p.p. em relação a nov/20. No entanto, as negociações estão atrasadas em 18,22 p.p. em relação à safra 19/20, devido às incertezas do desenvolvimento da safra.

Por outro lado, o preço médio avançou 3,12% em dezembro – fechando em R$ 120,69/@, devido à valorização da cotação da pluma em NY, do dólar e do basis.

Por fim, os primeiros lotes de pluma da safra 21/22 já estão sendo vendidos em Mato Grosso e, em dezembro, 4,48% da produção já foi negociada.

Fonte: Cenário MT/IMEA

- Anúncio -spot_img

Enquete

O que você esta achando da atual administração do seu Município?

- Anúncio -spot_img

Estamos Conectados

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Mais Lida

- Anúncio -spot_img

Matérias Relacionadas

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui