- Anunciante -spot_img
InícioDestaqueMauro se reúne com Pazuello e cobra que vacina seja "rápida e...

Mauro se reúne com Pazuello e cobra que vacina seja “rápida e segura” para MT

- Anúncio -spot_img

O governador Mauro Mendes (DEM) participou nesta terça (8) de uma reunião com o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, e reforçou a cobrança pela vacinação nacional contra a Covid-19. O Governo Federal negocia com duas farmacêuticas, AstraZeneca e Pfizer, que realizam testes da vacina do coronavírus.

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

O governador Mauro Mendes, que se reuniu com governadores e o ministro da Saúde hoje

Há uma disputa entre a União, liderada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e o governador de São Paulo, João Dória. Naquele Estado, a empresa chinesa Sinovac testa a Coronavac, que será produzida pelo Instituto Butantan, ligado ao governo paulista. Há, no mundo, ainda outras vacinas desenvolvidas por países como Estados Unidos e Rússia.

Mauro participou, por videoconferência, da reunião ao lado de outros governadores. Estavam presencialmente no Planalto os governadores Wellington Dias (PT), do Piauí; Fátima Bezerra (PT), do Rio Grande do Norte; Paulo Câmara (PSB), de Pernambuco; Gladson Cameli (PP), do Acre; Helder Barbalho (MDB), do Pará; e Ronaldo Caiado (DEM), de Goiás.

Depois da reunião, Mauro publicou em suas redes sociais confirmando que tratou com Pazuello e os demais chefes de Estado sobre a vacina. De acordo com o governador, Pazuello informou que a vacina desenvolvida Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca “está em fase final de testes e deve ter a documentação para o registro finalizada ainda este mês”.

“Após o pedido ser registrado na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a previsão é que até o final de fevereiro o órgão analise e autorize a vacina, caso todos os procedimentos estejam de acordo com as normas”, disse.

Mauro ainda revelou que, assim que for autorizada, a vacina será distribuída pelo Ministério da Saúde a todos os Estados, por meio do Plano Nacional de Imunização (PNI). Serão 100 milhões de doses até junho de 2021 e mais 160 milhões de doses no segundo semestre do ano que vem.

“De acordo com o ministro, todas as providências para essa distribuição já estão sendo feitas, como a compra de seringas, luvas e a organização da logística, priorizando os grupos de risco e profissionais da saúde”, garantiu o governador.

“Continuaremos articulando e cobrando para que a vacinação da população mato-grossense ocorra o quanto antes, de forma rápida e segura”.

Por: Mikhail Favalessa

Fonte: RD News

- Anúncio -spot_img

Enquete

O que você esta achando da atual administração do seu Município?

- Anúncio -spot_img

Estamos Conectados

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Mais Lida

- Anúncio -spot_img

Matérias Relacionadas

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui