InícioSaúdeCovid-19Mauro diz que 28 cidades terão doses extras e não confirma a...

Mauro diz que 28 cidades terão doses extras e não confirma a nova cepa em MT

- Anúncio -spot_img

Das 141 cidades de Mato Grosso, 28 vão receber vacinas extras contra a Covid-19. Isso porque fazem fronteira com outros países da América do Sul e Governo Federal tem como objetivo evitar que novas cepas entrem no Brasil. Ao todo, são 193 mil doses. A primeira remessa tem previsão de chegar no Estado nesta sexta (16).

Barão de Melgaço, Cáceres, Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Tangará da Serra e Vila Bela da Santíssima Trindade estão entre os municípios a serem beneficiados. (Veja lista completa abaixo). No Brasil, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Acre também estão na lista para receber mais doses do imunizante.

Governador Mauro Mendes (DEM) pontuou que doses foram acertadas pelo Governo do Estado com o Ministério da Saúde e, em alfinetada ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), assegurou que elas não foram entregues em contrapartida da realização da Copa América em Cuiabá.

“É um tema técnico e o ministro [da Saúde, Marcelo Queiroga], após levar o assunto para a Comissão Tripartite do Governo Federal, fez com que Mato Grosso recebesse. Não estou reinvindicando para mim. Eu estou dando a informação correta e precisa como tem que ser. A notícia é essa e é assim que deveria ser”, disse o programa Mais MT Cirurgias, na tarde desta quinta (15).

Por meio do programa, serão realizadas 22,5 mil cirurgias, 69,5 mil exames de alta complexidade e 90 mil procedimentos ambulatoriais, com investimento de R$ 105 milhões.

O objetivo é reduzir o tempo de espera pelas cirurgias eletivas e a fila para realização dos procedimentos, além promover a facilidade no acesso à assistência em Saúde.

Nova cepa

Nesta semana, foi confirmado que jogadores das seleções da Colômbia e do Equador, que se enfrentaram na Arena Pantanal na abertura da Copa América, em 13 de junho, em Cuiabá, estavam contaminados com a cepa colombiana, inédita no Brasil. Mendes, por outro lado, descartou a possibilidade.

“Eu não recebi a informação de que alguém foi contaminado por essa cepa. O regime de controle na Arena Pantanal era chato. Era uma chatice para entrar lá dentro. É um procedimento exemplar. Eu digo chato porque é muito correto. Então não temos nenhum elemento concreto para dizer que houve contato de alguma cepa e que essa cepa é diferente”.

Por: Ana Flávia Corrêa e Allan Pereira

Fonte: RD News

- Anúncio -spot_img

Enquete

O que você esta achando da atual administração do seu Município?

- Anúncio -spot_img

Estamos Conectados

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Mais Lida

- Anúncio -spot_img

Matérias Relacionadas

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui