- Anunciante -spot_img
InícioPolicialJustiça condena dupla a 7 anos por tortura de mecânico; vídeo chocou...

Justiça condena dupla a 7 anos por tortura de mecânico; vídeo chocou e viralizou

- Anúncio -spot_img

juíza Anna Paula Gomes de Freitas, de Tangará da Serra ( a 240 km de Cuiabá) condenou Gustavo Henrique Nilson Albues e Jhony Marlon Camargo de Souza há 7 anos e quatro meses e 7 anos e oito meses de reclusão, respectivamente, por tortura e roubo contra o mecânico João Paulo Andrade da Costa,  quando ambos foram cobrar uma dívida de R$ 500 do homem.

A magistrada, entretanto, decidiu que a pena será cumprida em regime semiaberto e ambos poderão recorrer em liberdade por serem réus primários. A juíza viu a materialidade das infrações penais com base no boletim de ocorrência, relatório de investigação, termos de declarações prestados pela vítima, exame de corpo de delito e filmagem feita por um dos réus.

“Restaram soberanamente comprovadas, tendo em vista que, durante o processo criminal, foram produzidos elementos probatórios robustos e cristalinos, que evidenciam que os réus, no dia do fato, praticaram o crime de tortura em face da vítima João Paulo Andrade da Costa, visto que o constrangeu, com emprego de violência e grave ameaça, causando-lhe, por consequência, sofrimento físico e mental, com a finalidade de obter confissão de dívida desta, bem como, mesmo após ter logrado êxito na obtenção da confissão, não cessaram as agressões, mesmo diante do fato de a vítima ter oferecido bens para serem levados como pagamento da dívida”, decidiu a juíza.

A agressão

O caso só ficou conhecido porque “viralizou” nas redes sociais. Na tarde de 3 de dezembro, o mecânico foi abordado por Gustavo, enquanto chegava na oficina onde trabalha, em Tangará da Serra. Ele cobrou o profissional por uma dívida no valor de R$ 1,2 mil. Por não ter o dinheiro, o mecânico foi agredido com diversos socos, tapas e chutes.

Em um dos momentos, o agressor chega a quebrar uma garrafa de vidro de cerveja na cabeça da vítima, que pede por clemência. Gustavo estava alterado por ter ingerido bebida alcoólica. Enquanto o jovem agredia o mecânico, Jhony grava toda a cena. O mecânico pede clemência e Jhony não reage em nenhum momento- veja o vídeo.

À época, Gustavo chegou a gravar um vídeo pedindo desculpas e afirma que, se a vítima “não apanhou de graça”, é por que fez alguma coisa. O autor da tortura chegou a ser preso, na manhã de 8 de dezembro, em um hotel de Cuiabá, enquanto Jhony foi encontrado em uma fazenda a 35 km de Tangará.

Por: Bárbara Sá

Fonte: RD News

- Anúncio -spot_img

Enquete

O que você esta achando da atual administração do seu Município?

- Anúncio -spot_img

Estamos Conectados

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Mais Lida

- Anúncio -spot_img

Matérias Relacionadas

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui