- Anunciante -spot_img
InícioDestaqueCUIDADO | Leilão do carro barato é fake

CUIDADO | Leilão do carro barato é fake

- Anúncio -spot_img
A possibilidade de adquirir um carro relativamente novo a um preço bem abaixo do mercado, em um site aparentemente confiável e supostamente validado pelo Poder Judiciário, tem feito muita gente cair em um golpe que causa grande prejuízo financeiro e abalo emocional. Isso porque bandidos têm criado sites anunciando falsos leilões de veículos, com uso de fotos, descrição de detalhes do automóvel e preços atrativos para enganar o possível cliente.
Segundo o assessor militar de Informações e Operações do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, capitão Thiago Fernandes Luz, o cidadão deve suspeitar de ofertas muito abaixo do valor de mercado. “É preciso atentar-se aos sites visitados, observando de antemão o design e a comunicação, pois o visual de um site pode ter muito a dizer sobre sua segurança”, destaca.
Segundo ele, outro fator importante é o domínio do site, ou seja, o endereço que foi digitado para se chegar nele, localizado na barra do navegador. “Um site profissional certamente terá um domínio profissional, que te passe confiança e credibilidade. Verifique se o site usa HTTPS (Hypertext Transfer Protocol), que é o protocolo fundamental para enviar dados entre seu navegador web e os sites visitados. HTTPS é apenas sua versão segura (o “S” significa “seguro”). O protocolo HTTPS criptografa sua comunicação para evitar que criminosos roubem informações sigilosas.”
O assessor militar explica que o usuário deve verificar se há um cadeado na barra de navegação. “Se positivo, saberá que o site acessado está usando um certificado digital SSL confiável e a conexão está protegida. Além disso, certifique-se de que as URLs estão escritas com as letras corretas, pois os criminosos se aproveitam que a maioria das pessoas apenas passam os olhos sobre o endereço e substituem caracteres visualmente semelhantes por outros, como exemplo podem trocar a letra ‘o’ pelo numeral ‘0’”, salienta.
Como o golpe funciona – O site falso apresenta um leilão que geralmente é realizado de forma 100% virtual, com preços atrativos, muito abaixo do valor de mercado. Essa página da internet pode conter dados de outra empresa, idônea e que de fato exista e realiza leilões. “No entanto, as empresas leiloeiras deixam datas disponíveis para visitação, o que não ocorre com a empresa constante no site falso”, alerta.
Ainda segundo o capitão Luz, o falso leiloeiro apresenta todas as especificações do bem, inclusive com imagens, para que seja retirado em determinado local (pátio) após a efetivação do pagamento. “Porém, quando a pessoa efetiva a transferência ou o depósito, não consegue mais contato com o leiloeiro e, ao se deslocar até o local constante no site, ou é inexistente ou há de fato uma empresa idônea totalmente alheia à situação, que também foi vítima do golpe praticado pelo site falso.”
Geralmente, a apresentação da página principal utiliza o nome de órgãos públicos, como o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, para iludir as pessoas que acessam o site de boa-fé. “Elas acreditam estar comprando um bem por um bom preço e sentem confiança diante da representação do órgão mencionado no site. O referido artifício é utilizado possivelmente para transparecer confiabilidade, diante da idoneidade do TJMT”, afirma o assessor militar.
Dicas da Coordenadoria Militar – Suspeite se o valor que estiver à venda no site estiver muito abaixo do valor de mercado. Verifique se o local constante no site de fato existe, fazendo uma visita e perguntando sobre o bem que está em leilão. Questione também sobre o site da empresa e solicite ver o bem que está sendo leiloado. Também é importante entrar em contato com o Foro correspondente ao local do leilão, para verificar a sua veracidade. Atente-se se no site o bem que está sendo leiloado possui identificação expressa de número do processo, bem como a vara.
“Os leilões realizados em Cuiabá e Várzea Grande são de responsabilidade da Central de Praças e Leilões do Fórum da Capital. É importante que o interessado cheque junto à Diretoria do Foro informações correspondentes ao leilão”, complementa o capitão Thiago Luz. “O Poder Judiciário nunca homologa os sites”, complementa.
Já caí no golpe, e agora? – Caso tenha caído nesse tipo de golpe, a orientação da Coordenadoria Militar é entrar em contato com a gerência da sua conta bancária, com a finalidade de bloquear o valor transferido ou depositado na conta bancária que foi beneficiada (do golpista ou de um “laranja”), podendo, assim, contribuir para identificar o criminoso responsável.
“Não apague possíveis conversas realizadas com o criminoso por aplicativos de mensagens e tire cópia das mensagens trocadas, assim como dos registros de ligações telefônicas que tenham sido realizadas com o criminoso. Faça cópia do boleto pago ou dos dados bancários da conta para onde foi realizado a transferência ou depósito, bem como de seu comprovante. Também anote o endereço eletrônico do site de leilão falso e tire uma cópia das informações desse site. Dirija-se à Delegacia de Polícia mais próxima, levando impressos todos esses documentos acima e registre boletim de ocorrência”, ressalta o assessor militar.
Fonte: PrimeiraHora Com informações da Assessoria de Comunicação TJMT
- Anúncio -spot_img

Enquete

O que você esta achando da atual administração do seu Município?

- Anúncio -spot_img

Estamos Conectados

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Mais Lida

- Anúncio -spot_img

Matérias Relacionadas

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui