Ministério da Agricultura registra 36 casos de sementes misteriosas recebidas após compras pela internet

0
52
Ministério da Agricultura registra 36 casos de sementes misteriosas recebidas após compras pela internet

Governo alerta que pacote não deve ser aberto ou descartado no lixo, a fim de evitar o contato das sementes com o solo, o que poderia causar prejuízos ao meio ambiente e para as áreas agrícolas.

Ministério da Agricultura manda analisar pacotes com sementes não solicitadas

O Ministério da Agricultura informou nesta terça-feira (29) que já recebeu 36 denúncias sobre o recebimento de pacotes de sementes não solicitadas. Ainda de acordo com o governo, 8 estados registraram o problema.

Essas sementes misteriosas normalmente vêm junto com produtos comprados pela internet, em sites ou aplicativos internacionais. Segundo o ministério, a origem das embalagens é de países asiáticos, como China e Malásia.

Moradores de Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio Grande do Sul, Goiás, Rondônia, Pernambuco e Bahia afirmam já terem recebido o produto.

Todos os pacotes suspeitos vão ser analisados pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de Goiânia, que é referência no país.

O Ministério da Agricultura reforça para que a população tenha cuidado e não abra encomendas recebidas pelo correio de pacotes de sementes não solicitadas, seja qual for o país de origem.

Caso o cidadão venha a receber em casa sementes provenientes do exterior, o governo orienta a entrega do material para uma das unidades do ministério em seu estado ou no órgão estadual de defesa agropecuária.

O pacote também não deve ser descartado no lixo, a fim de evitar o contato das sementes com o solo, o que poderia causar prejuízos ao meio ambiente e para as áreas agrícolas.

Cabe ressaltar que, ao entregar as sementes adquiridas ou recebidas de remetentes desconhecidos, o cidadão não estará sujeito a penalidades. O mesmo vale para cidadãos que porventura tenham efetuado o plantio.

A doceira baiana Natália Nascimento foi uma das presenteadas com o pacote. Ela chegou a plantar a semente, porém um fiscal da Defesa Agropecuária recolheu a planta.

“Eu imaginei que seria um brinde, por isso que nós plantamos, mas com o cuidado de plantar separado e observar o que era”, conta.

“Essa sementes podem vir infectadas com alguma bactéria, algum fungo que pode trazer alguma praga para nossa agricultura, bem como se ela for plantada e florescer, pode ser que suas folhas sejam tóxicas para humanos e animais”, explica Maurício Bacelar, diretor da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab).

Problemas parecidos nos EUA e Canadá

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, em inglês) abriu uma investigação para apurar a chegada de diversos pacotes de sementes misteriosas vindos, em sua maioria, da China.

O USDA disse que identificou mais de uma uma dúzia de espécies de plantas. O que intriga as autoridades é que o produto chegou na casa de milhares de americanos sem ter sido comprado ou solicitado.

“O Serviço de Inspeção de Sanidade Animal e Vegetal do USDA (Aphis) está trabalhando em estreita colaboração com a Alfândega e Proteção de Fronteiras do Departamento de Segurança Interna, outras agências federais e departamentos estaduais de agricultura para investigar a situação”, disse o departamento.

Os pacotes também foram vistos no Canadá, onde o governo postou um alerta contra “sementes estrangeiras enviadas pelo correio da China ou Taiwan”.

VÍDEOS: mais notícias do agronegócio

Newsletter G1Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui