TSE prepara cerco às fake news e ao uso de robôs nas redes sociais

0
40
TSE prepara cerco às fake news e ao uso de robôs nas redes sociais

Em entrevista ao GLOBO, Barroso detalha acordo com plataformas para retirar do ar disseminadores de mentiras, mas admite que é impossível erradicar o problema

Carolina Brígido e Francisco Leali

27/09/2020 – 09:47

BRASIL – Brasilia, DF – 06/02/2019 – Retrato do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso. Foto: Daniel Marenco Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

BRASÍLIA — Em entrevista ao GLOBO, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, detalha acordo com plataformas de redes sociais para retirar do ar perfis mentirosos mesmo sem ordem judicial. “O controle de comportamentos envolve muitas vezes enfrentar milícias organizadas de forma hierarquizada, concertada e financiada, que replicam comportamentos de ódio, de disseminação de mentiras. É isso que nós pretendemos combater”, ressaltou o ministro que também explica o protocolo anti-Covid e descarta risco de contágio na urna.

Os conteúdos mentirosos devem ser removidos?

A caracterização das fake news pode ser simples em alguns casos e, em outros, pode ser complexa. Por exemplo: se um candidato acusar o outro de ter sido condenado por pedofilia, esse é um fato objetivo. Em outra situação, se um candidato disser que o outro tem o apoio da milícia, e o outro responder que o outro candidato tem o apoio de gente ligada à corrupção, esse vai ser um debate público e provavelmente a Justiça não vai querer interferir. O nosso enfoque é o controle de comportamentos, e não a investigação de conteúdos. O controle de comportamentos envolve muitas vezes enfrentar milícias organizadas de forma hierarquizada, concertada e financiada, que replicam comportamentos de ódio, de disseminação de mentiras. É isso que nós pretendemos combater.

(Leia a íntegra da reportagem exclusiva para assinantes)

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui