Análise de esgoto detecta o menor número de infectados por Covid-19 em BH desde o início da pandemia

0
48
Análise de esgoto detecta o menor número de infectados por Covid-19 em BH desde o início da pandemia

Estimativa é que 60 mil pessoas estejam infectadas, o menor número desde o início do estudo. O pior registro estimou 850 mil infectados, em julho deste ano.

Estação de esgoto inaugurada na Pampulha — Foto: Pedro Triginelli / G1

O relatório com informações sobre o esgoto de Belo Horizonte traz, pela segunda vez, a ausência do novo coronavírus em uma das nove regiões monitoradas no ribeirão Arrudas, na capital. O último boletim do estudo foi divulgado na noite desta sexta-feira (25).

De acordo com a análise, há uma tendência de declínio das infecções por Covid-19 na cidade. A conclusão foi embasada no levantamento dos dados colhidos a partir das amostras no ribeirão Arrudas e no córrego do Onça.

A estimativa é que 60 mil pessoas estejam infectadas, o menor número desde o início do estudo. O pior registro estimou 850 mil infectados, em julho deste ano. Porém, os pesquisadores alertam que a carga viral presente nas amostras ainda é elevada.

De acordo com o boletim epidemiológico publicado pela prefeitura de Belo Horizonte, 41.334 casos foram confirmados na capital até esta sexta-feira. Também foram registrados 1.220 óbitos.

O monitoramento do esgoto de Belo Horizonte é feito pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto da Universidade Federal de Minas Gerais (INCT/UFMG). Os dados divulgados nessa sexta-feira (25) se referem à semana anterior, até o último dia 18.

Newsletter G1Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui