Centenas se reúnem na Suprema Corte para se despedir de Ruth Bader Ginsburg

0
5
Centenas se reúnem na Suprema Corte para se despedir de Ruth Bader Ginsburg

Centenas de apoiadores se reúnem na Suprema Corte para se despedir de Ruth Bader Ginsburg (Foto: Getty Images)

O caixão da falecida juíza Ruth Bader Ginsburg chegou na manhã desta quarta-feira (23.09) na Suprema Corte dos Estados Unidos, em Washington, onde os americanos podem prestar suas homenagens a uma mulher que passou sua carreira lutando por igualdade e justiça.

Logo pela manhã, mais de 100 ex-funcionários se alinharam nos degraus do prédio e emocionaram as centenas de apoiadores que estavam presentes. Um carro funerário, envolto em uma bandeira americana, chegou em frente ao tribunal pouco antes das 9h30. Os policiais da Suprema Corte carregaram o caixão pelos degraus de mármore do tribunal superior para o Grande Salão da Suprema Corte, onde a família de Ginsburg e amigos íntimos se reuniram para uma cerimônia privada no Grande Salão devido às restrições da Covid-19. Os demais ministros permaneceram dentro do Salão Principal, onde o caixão foi inicialmente colocado.

A Casa Branca disse que o presidente Trump fará uma visita na quinta-feira. 

Centenas de apoiadores se reúnem na Suprema Corte para se despedir de Ruth Bader Ginsburg (Foto: Getty Images)

Após a cerimônia privada, o público poderá prestar suas homenagens no pórtico no topo da escadaria do Supremo Tribunal. Seu caixão será colocado no catafalco de Lincoln, construído para o caixão do presidente Abraham Lincoln em 1865. Um retrato de 2016 da justiça por Constance P. Beaty estará em exibição.

“O público está convidado a prestar homenagens em frente ao edifício, das 11h às 22h na quarta-feira, 23 de setembro, e das 9h às 22h, na quinta-feira, 24 de setembro”, disse a Suprema Corte em um comunicado.

Centenas de apoiadores se reúnem na Suprema Corte para se despedir de Ruth Bader Ginsburg (Foto: Getty Images)

Os serviços extraordinários planejados para Ginsburg reconhecem a importância da segunda mulher a servir no tribunal superior e que, aos 80 anos, se tornou uma espécie de ícone cultural e que morreu na última sexta-feira (18.09), após complicações de um câncer no pâncreas.

Intelectual, franzina e tímida, ela não era exatamente o típico ícone pop americano, mas a verdade é que a juíza da Suprema Corte dos EUA (cargo que ocupou por 26 anos) tornou-se uma sensação cultural e símbolo de ideais liberais. Com uma trajetória de luta e resistência, ela será a primeira mulher na história a ter um funeral com honras de Estado no Capitólio, na sexta-feira. Entre quarta-feira e quinta-feira, o corpo será exposto nas escadarias da Suprema Corte, onde receberá homenagens do povo. A previsão é de que a juíza seja sepultada, no Cemitério Nacional de Arlington.

Centenas de apoiadores se reúnem na Suprema Corte para se despedir de Ruth Bader Ginsburg (Foto: Getty Images)

Multidões se reúnem na Suprema Corte para se despedir de Ruth Bader Ginsburg na Suprema Corte dos Estados Unidos (Foto: Getty Images)

Multidões se reúnem na Suprema Corte para se despedir de Ruth Bader Ginsburg na Suprema Corte dos Estados Unidos. (Photo by Caroline Brehman/CQ-Roll Call, Inc via Getty Images) (Foto: CQ-Roll Call, Inc via Getty Imag)

Assista ao vídeo do momento abaixo. 

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui