Sob pressão, Diniz define situação no São Paulo: “Não tem que ter medo de ser demitido”

0
7
Sob pressão, Diniz define situação no São Paulo: “Não tem que ter medo de ser demitido”

Equipe é derrotada pela LDU no Equador e vive situação crítica na Libertadores

Veja a coletiva de Fernando Diniz, do São Paulo, após a derrota para a LDU, pela Libertadores

A derrota do São Paulo para a LDU no Equador, nesta terça-feira, deixou a equipe de Fernando Diniz próxima de uma eliminação na fase de grupos da Libertadores. O clube depende de uma vitória sobre o River Plate, na próxima rodada, para se manter vivo no torneio.

Sob forte pressão mais uma vez no comando do time, Diniz disse após a partida em Quito que não teme uma demissão.

– Aqui no São Paulo não tem que ter medo de ser demitido, tem que trabalhar. Minha posição é de sempre fazer o melhor, de tentar melhorar a equipe para os jogos seguintes, lutar até o final e acreditar nas possibilidades que o São Paulo ainda tem.

Por outro lado, o técnico viu pontos positivos na derrota para a LDU, principalmente após as entradas de garotos como Paulinho Bóia e Brenner, no segundo tempo.

– A influência, se analisar nesse jogo, foi positiva. O time no segundo tempo venceu por 2 a 1. Os jogadores que entraram são jovens, e não por isso não são bons.

– Temos ausências de Luciano, Daniel Alves, mas os jovens estão aí e são bons. Os jovens entraram e ajudaram. O saldo é muito mais positivo do que negativo desde quando cheguei. Vão jogando e criando casca.

Fernando Diniz, do São Paulo, em jogo contra a LDU — Foto: Staff Images / CONMEBOL

A derrota em Quito deixou o São Paulo em situação complicada no Grupo D. O time tem apenas quatro pontos, enquanto a LDU chegou a nove, e o River a sete – os argentinos ainda têm uma vantagem de 11 gols no saldo. O Binacional é o lanterna, com três pontos.

Na próxima quarta-feira o São Paulo encara o River Plate, em Avellaneda, pela quinta rodada da Libertadores. Uma derrota elimina o time. Um empate mantém chances muito pequenas – obrigaria o São Paulo a vencer o Binacional e torcer por derrota do River para a LDU tendo que tirar a diferença de 11 gols de saldo.

– Temos que continuar trabalhando. Enquanto ainda tem chance, temos que continuar – disse Diniz.

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui