CBF convoca reunião com clubes da Série A para discutir retorno do público aos estádios nesta quinta

0
6
CBF convoca reunião com clubes da Série A para discutir retorno do público aos estádios nesta quinta

Após parecer do Ministério da Saúde, confederação marca encontro por videoconferência

Walter Feldman diz que vai trabalhar pelo equilíbrio da competição no retorno do público

Após receber um sinal verde do Governo Federal para colocar em prática o plano de retorno de público nos estádios de futebol, a CBF anunciou na noite desta terça-feira que convocou uma reunião com os clubes para debater o tema, que vem causando polêmica devido às diferentes situações em cada estado. O encontro será na próxima quinta-feira, às 16h30 (de Brasília), por videoconferência.

Após a reunião, também será feita consultas às autoridades estaduais e municipais responsáveis. O Ministério da Saúde aprovou um estudo com proposta de retorno de até 30% de torcida aos campos a partir de outubro. A condição é que cada estado e município realize seus protocolos e adote medidas sanitárias apropriadas para receber torcedores.

O ge consultou a posição das prefeituras nas cidades envolvidas. Confira:

A Secretaria Municipal de Saúde e o Comitê de Enfrentamento à Covid, neste momento, não autorizam o retorno das torcidas aos estádios em Belo Horizonte. A SMSA não recebeu qualquer notificação ou comunicado a este respeito e reafirma que essa decisão cabe ao município.

A Prefeitura de Bragança Paulista disse que ainda não vai se posicionar sobre essa questão de retorno do futebol à cidade.

O município disse que ainda não foi comunicado pelo Ministério da Saúde e que vai aguardar orientações do órgão para tomar uma decisão.

A Prefeitura de Fortaleza, por assessoria, disse que vai seguir as diretrizes do Governo do Estado, como já tem feito nos decretos (o governo aguarda um protocolo das autoridades esportivas).

O Centro de Operações de Emergências (COE) de Goiânia, responsável pelas medidas de combate ao coronavírus, se reúne semanalmente para discutir novas medidas, como flexibilizações ou restrições. Nesta semana a reunião foi hoje (22) pela manhã e o assunto em questão não entrou em pauta. Ainda não há nenhuma sinalização do município para a volta do público aos estádios. Isso vai depender da apresentação de protocolos que garantam a segurança do público.

Assessoria diz que Prefeitura recebeu protocolos hoje e ainda não avaliou. Vai ter uma reunião com o comitê nesta quinta. Só depois do encontro vai se posicionar de forma mais concreta sobre o assunto.

A prefeitura do Rio de Janeiro se mostra favorável e trata como certa a presença de torcedores na partida entre Flamengo e Athletico no dia 4 de outubro, no Maracanã. De acordo com o prefeito Marcelo Crivella, será autorizado 1/3 da capacidade do estádio, ou seja, 20 mil torcedores.

Em publicação nas redes sociais, o prefeito ACM Neto afirmou que, em conversa com os clubes baianos e com a CBF, manifestou que não aprova a volta do público aos estádios nesse momento.

A prefeitura aguardará o posicionamento do Governo do Estado em relação aos protocolos exigidos para o retorno do público nos estádios.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa que mantém diálogo permanente com todos os setores da economia e a autoridade de saúde pública municipal analisa todos os protocolos apresentados. Ressaltamos, no entanto, que na fase atual em que a cidade está classificada não é permitida a realização de jogos de futebol com a presença de público, mesmo que com percentual menor da capacidade máxima dos estádios. A Prefeitura reitera que, desde o início da pandemia, todas as decisões foram tomadas com base em critérios médico-científicos e, assim, garantiu atendimento aos paulistanos e evitou a perda de 423.785 mil vidas na cidade.

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui