Presidente do Atlético-MG diz que notificação de Thiago Neves tem pedido de multa “risível” e prevê vitória em caso de processo

0
6
Presidente do Atlético-MG diz que notificação de Thiago Neves tem pedido de multa “risível” e prevê vitória em caso de processo

Jogador cobrou R$ 20 milhões e ameaçou ir à Justiça; Sette Câmara ironiza: “Se ele entrar, tudo bem. Aqui no Atlético os advogados são ruins, a gente perde quase todas as causas”

Na última semana, Thiago Neves esteve muito próximo do Atlético-MG. As partes chegaram a um acordo, mas a repercussão negativa da notícia na torcida do Galo fez a diretoria cancelar o negócio. Na avaliação do jogador, já havia um vínculo entre as partes, e ele enviou uma notificação extrajudicial ao clube, cobrando R$ 20 milhões. O Galo entende que não havia nada assinado e fez uma contranotificação. O presidente Sérgio Sette Câmara falou sobre o episódio.

Em entrevista à Rádio Itatiaia, o mandatário classificou o pedido do jogador – e de seus representantes – como “risível”. No documento, Thiago Neves ameaça ir à Justiça em caso de não pagamento. Sette Câmara não acredita que isso aconteça, mas mostrou muita confiança em uma vitória, caso o meia, hoje no Sport, resolva processar o Atlético.

– A multa é risível. Até brinquei com o Lásaro (Cândido, vice-presidente): por isso que advogado fica rico. Será que ele vai entrar com uma ação pedindo R$ 20 milhões? Se ele entrar, tudo bem. Aqui no Atlético, os advogados são ruins, a gente perde quase todas as causas, não é verdade?

“Deixa ele vir, deixa ele entrar com a ação. Mas pede os R$ 20 milhões. Até mais, se ele achar que tem que pedir. Mas vem preparado, porque a chance dele vir pagar honorários aos nossos advogados, na minha opinião, como advogado que sou, é enorme”

Thiago Neves, depois da negociação com o Atlético, foi para o Sport — Foto: Anderson Stevens / Sport Club do Recife

Sette Câmara chegou a fazer a conta do valor que Thiago Neves teria que pagar de honorários em caso de derrota na Justiça. Vale lembrar que não há, por enquanto, nenhuma ação judicial. Houve apenas a notificação.

– Fizeram essa notificação pra justificar alguma coisa. Estamos muito tranquilos. Se ele vier a entrar com a ação, vamos estar muito preparados para fazer, não só a defesa, mas também buscar a reparação de algum tipo de dano que o clube possa entender ter havido no episódio. Se ele vier a propor nesse valor aí, cobrar os honorários, claro, no caso de ele vir a perder, de sucumbência, que costumam ser de 10% em cima do valor da causa. Vamos fazer uma conta rápida aí: o advogado que vier a pedir R$ 20 milhões e não conseguir êxito vai fazer com que ele, Thiago Neves, passe a dever aos advogados do clube a quantia, hoje, de aproximadamente R$ 2 milhões, que acredito que seja a condenação no caso de vir a ser feito o pedido conforme ele menciona na notificação.

“Tinham que ter até nos agradecido”

Ainda no tema Thiago Neves, o presidente do Galo avaliou que o cancelamento do negócio foi uma questão até de segurança. O jogador, definitivamente, não é bem visto pela torcida atleticana, o que poderia, na avaliação do cartola, gerar problemas.

– O jogador não tinha a menor condição (de jogar no Atlético), até por uma questão de segurança física dele. Foram muitas ameaças feitas por internet. Não tem sentido. Eles tinham que ter até nos agradecido, mas foram pra rede social, pra imprensa, falar um monte de bobagem. Entraram com uma notificação muito mais pra justificar alguma coisa. Não adianta fazer notificação porque está p…, isso não muda nada. Se ele ficou chateado com isso, sinto muito. Ele não enxergou bem o que estava acontecendo no entorno dele ou da própria família dele, o que poderia acontecer se efetivamente acontecesse a contratação – disse.

Os advogados Sérgio Sette Câmara e Lásaro Cândido, presidente e vice do Atlético-MG — Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

– É claro que foi uma coisa estrondosa, de uma dimensão muito grande. Na minha opinião, ele realmente não tem ambiente aqui na cidade. Poderia acontecer alguma coisa contra ele, a família dele. Diria que o melhor pra ele mesmo (foi não vir). Ele deveria, ele mesmo, depois de tudo, ter sido o primeiro a dizer que não queria continuar conversando sobre a possibilidade de vir pra cá – completou o dirigente atleticano.

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui