Fumaça causada por queimadas na região do Pantanal deve chegar ao Rio neste sábado

0
28
Fumaça causada por queimadas na região do Pantanal deve chegar ao Rio neste sábado

Fenômeno virá acompanhado de uma frente fria, que deve ser mais forte que as anteriores registradas na capital fluminense, segundo o Climatempo.

Enseada de Botafogo às 7h30 da manhã deste sábado (19) — Foto: Cristina Boeckel/ G1

A fumaça causada pelas queimadas na região do Pantanal deve chegar ao Rio de Janeiro neste sábado (19), de acordo com o Climatempo.

O fenômeno virá acompanhado de uma frente fria, que deve ser mais forte que as anteriores registradas na capital fluminense.

A frente fria que chegará ao Rio de Janeiro é continental — não apenas passa pelo mar, como também chega pelo continente, transportando a fumaça da Região Centro-Oeste.

Imagem de satélite desta sexta (18) mostra fumaça cobrindo o Pantanal e entorno. Este sábado (19), com o avanço de frente fria continental, parte da fumaça será transportada para o Sudeste. — Foto: Divulgação/ CIMSS/SSEC

O fenômeno não é inédito. No começo do mês já havia uma baixa concentração de fumaça vinda da região no Rio de Janeiro, misturada entre nuvens e poluentes emitidos na capital fluminense.

Os meteorologistas alertam que o fenômeno não deve ser tão grave como o que aconteceu na Califórnia, quando a fumaça de incêndios florestais fora de controle fez com o que o céu de cidades como São Francisco ficasse encoberto e com tonalidade laranja.

Porém, a fumaça pode se misturar com muitas nuvens, dificultando a visibilidade.

Ponte Golden Gate ficou encoberta pela fumaça das queimadas na Califórnia — Foto: AP Photo/Eric Risberg

O mesmo fenômeno continua no domingo (20). Pode ser que a água da chuva fique mais escura do que o habitual, resultado dos poluentes presentes na atmosfera, não apenas vindo das queimadas no Centro-Oeste, mas também da poluição produzida na região.

5 pontos sobre as queimadas no Pantanal

Setembro com mais incêndios

O Pantanal passa pelo setembro com mais focos de incêndio desde o início da série histórica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 1998: foram 5.603 focos de calor detectados. Foram 5.498 registrados no mês inteiro de setembro em 2007 – o recorde para o mês até este ano.

O fogo já destruiu 85% do Parque Estadual Encontro das Águas, refúgio das onças pintas-pintadas. Com relação à área perdida para os incêndios, o instituto apresenta os dados mensalmente: a última estimativa, contabilizada até 31 de agosto, apontava uma perda de 12% do bioma neste ano – foram 18,6 km².

Onça-pintada que teve as patas queimadas foi resgatada no Pantanal de Mato Grosso no dia 11 de setembro de 2020 — Foto: Ailton Lara

O sábado (19) deve ser de sol e nuvens, com chuva à noite de forma isolada, de acordo com o Climatempo. Os termômetros devem registrar a máxima de 36°C. De domingo (20) até quarta-feira (23) deve continuar chovendo. O tempo volta a abrir na quinta (24).

O domingo chuvoso terá uma queda brusca de temperatura, com máxima de 24°C. Na segunda (21) e terça (22), a máxima não passa de 22°C.

*com o apoio do meteorologista Raphael Rocha, do Climatempo.

Newsletter G1Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui