Após 7 dias, CNN dispensa advogado que discutiu com Caio Coppola em ‘O Grande Debate’

0
10
Após 7 dias, CNN dispensa advogado que discutiu com Caio Coppola em ‘O Grande Debate’

O advogado criminalista Marcelo Feller participou de apenas cinco edições do quadro “O Grande Debate”, da CNN Brasil. Feller foi dispensado na última quinta-feira (16), depois do bate boca que teve com o bacharel em direito Caio Coppolla. Marcelo Feller também fez duras críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). As informações são site Notícias da TV.

Para ocupar a vaga deixada por Feller, estreou o advogado Bruno Salles, que participou na quinta-feira (16) do programa. Marcelo Feller é o terceiro advogado que abandona o quadro dentro do Expresso CNN. Seus antecessores foram Gabriela Prioli e Augusto de Arruda Botelho, que pediram para sair do quadro mais polêmico da emissora.

Convidado

A CNN Brasil não apresentou justificativas oficiais para a dispensa de Marcelo Feller. A emissora especializada em notícias apenas ressaltou que o advogado não era contratado da emissora de notícias, e sim um convidado do quadro “O Grande Debate”.

Omissão

Especula-se que a saída de mais um debatedor de “O Grande Debate” tenha sido causada por algumas declarações de Feller. O advogado afirmou na atração que a omissão de Bolsonaro na gestão da saúde pública seria um dos principais fatores do alto número de mortes no Brasil causado pelo novo coronavírus.

O bacharel em direito, comentarista político, youtuber e defensor de Jair Bolsonaro Caio Coppola ficou revoltado quando Marcelo Feller acusou o presidente de omissão.

Caio perguntou se o seu oponente estaria acusando o presidente da República, em rede nacional, de ser assassino por omissão. Feller não titubeou e respondeu que acha Jair Bolsonaro “absolutamente omisso”.

Apoio

Nas redes sociais, o agora ex-participante do quadro “O Grande Debate” foi apoiado pela parcela de espectadores da CNN Brasil que são contrários ao líder do poder Executivo.

Por outro lado, recebeu críticas dos apoiadores de Jair Bolsonaro.

Arthur Weintraub, que exerce a função de assessor da Presidência da República e é irmão do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub, foi ao Twitter para dizer que as declarações do magistrado eram “gravíssimas” e chegou até mesmo a afirmar que submeteria a fala de Feller ao ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça.

Em relação às afirmações graves do marcelo feller na cnn sobre o PR Bolsonaro, tomei a iniciativa (além do que já fiz ao MJ), com a ajuda do amigo @KfouriGustavo, de protocolar junto ao Ministério Público Federal de São Paulo uma representação para apuração de eventuais crimes.

— Arthur Weintraub (@ArthurWeint) July 16, 2020

Rodízio

Novo participante do programa, Bruno Salles é o quarto advogado escolhido pela CNN Brasil para participar da atração. Ele, assim como seus antecessores no quadro, pertence ao grupo Prerrogativas, que se dedica a debater pautas sobre democracia e direito. Apesar de todos os rumores, o canal de notícias informou oficialmente que será feito um esquema de rodízio na bancada da atração.

Não perca a nossa página no Facebook!

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui