Sergio Moro relembra conversa polêmica com Bolsonaro sobre investigação contra fake news

0
7
Sergio Moro relembra conversa polêmica com Bolsonaro sobre investigação contra fake news

Vídeo do Dia: Jornalistas do Grupo Globo não farão mais cobertura no Palácio da Alvorada

Na tarde desta quarta-feira (27), o ex-ministro da Justiça Sergio Moro fez uma publicação em suas redes sociais sobre a investigação conduzida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, para a apurar a participação de nomes ligados ao Governo Federal com a disseminação de notícias falsas. No Instagram, Moro publicou novamente um print da sua conversa com o presidente da República Jair Bolsonaro em que o chefe de Estado questionava a condução de uma investigação em que alguns de seus apoiadores estariam dentre os alvos e apontava este como um dos motivos para trocar o comando da Polícia Federal.

Na imagem de sua conversa com o presidente da República, Moro afirma que a investigação está sendo conduzida pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre De Moraes.

Na legenda da publicação, o ex-ministro da Justiça comentou sobre a necessidade de autonomia nas ações da Polícia Federal. “A Polícia Federal tem que trabalhar com autonomia. Que sejam apurados os supostos crimes no RJ e também identificados os autores da rede de fake news e de ofensas em massa”, afirmou Sergio Moro.

Moro ainda fez questão de encerrar sua mensagem lembrando que diante das denúncias de que interferências políticas estão acontecendo na Polícia Federal, o ministro Alexandre de Moraes manteve no comando da operação os mesmos delgados que estão nos postos desde o início do caso.

Separação

Um dos principais aliados do presidente da República Jair Bolsonaro no início do atual governo e um dos símbolos da luta contra a corrupção que era prometida pela atual gestão, o ex-ministro da justiça Sergio Moro deixou o cargo no dia 24 de abril alegando diferenças com o chefe do executivo.

Moro apontou as tentativas de Bolsonaro de tentar interferir no comando da Polícia Federal como um dos motivos que o estariam levando a deixar a pasta.

Nova Postura

Após deixar o ministério da Justiça, Sergio Moro passou a ser duramente atacado pelos apoiadores de Bolsonaro e pelo próprio presidente em alguns de seus discursos.

Por sua vez Moro passou a apontar em suas publicações nas redes sociais várias críticas aos membros políticos da família Bolsonaro, principalmente o presidente da República e demonstrar que estaria buscando apoiar um trabalho livre da Polícia Federal.

Após a sua saída do Ministério da Justiça, Sergio Moro foi chamado para prestar depoimento a Polícia Federal em um depoimento que durou mais de oito horas.

Durante o depoimento, o Ministro apontou o vídeo da reunião ministerial que o presidente da República teve com seu corpo técnico como prova de que Bolsonaro tentou interferir na PF.

Inquérito das Fake News

Comandado pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, o Inquérito das Fake News investiga a disseminação de informações falsas e a possível participação de membros ligados ao Governo Federal nestas atividades. Os nomes de muitos deputados ligados ao presidente Jair Bolsonaro aparecem como investigados no inquérito. O vereador carioca e filho do presidente, Carlos Bolsonaro afirmou em suas redes sociais que o inquérito é inconstitucional.

O que está acontecendo é algo que qualquer um desconfie que seja proposital. Querem incentivar rachaduras diante de inquérito inconstitucional, político e ideológico sobre o pretexto de uma palavra politicamente correta? Você que ri disso não entende o quão em perigo está!

— Carlos Bolsonaro (@CarlosBolsonaro) May 27, 2020

Não perca a nossa página no Facebook!

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui