Presos fogem de unidade prisional durante banho de sol em Alto Garças

0
8

Pelo menos três, dos 39 presos que estão reclusos na unidade prisional de Alto Garças-MT (311 km de Cuiabá-MT), fugiram quando estavam no banho de sol. A fuga foi registrada por volta das 10h30 da manhã da segunda-feira (18/05).

O CenárioMT apurou que no momento da fuga, apenas dois Policiais Penais estavam de plantão. Os reeducandos aproveitaram o momento em que os Policiais foram receber mercadorias entregues pelos familiares aos outros detentos, e conseguiram fugir pelo teto.

Atualmente o banho de sol dos detentos está sendo de três horas, devido à pandemia pelo novo coronavírus (Covid-19). Antes era de duas horas.

Os detentos que fugiram são considerados de alta periculosidade, e respondem por crimes como assaltos e homicídios.

Após a fuga, uma força-tarefa foi montada entra as forças de segurança de Alto Garças, sendo que um deles acabou sendo recapturados e outros dois continuam foragidos.

REALIDADE

A fuga dos detentos em Alto Garças revela a fragilidade do sistema prisional no interior do estado de Mato Grosso. Atualmente o Estado conta com 54 unidades prisionais e com pouco mais de 2.500 Policiais Penais, o que é insuficiente para anteder à população carcerária e manter a ordem nas unidades prisionais.

“A fragilidade sempre existiu no Sistema Penitenciário. Enquanto não houver investimento nessas essas unidades que funcionavam como delegacias e depois foram adaptadas para Cadeia Pública é que causa essas fugas. Como estamos sob deliberação de pandemia, isso tem levado pânico aos reeducandos e a fuga tem sido uma constante em várias unidades prisionais”, comentou a presidente Sindicato dos Servidores Penitenciários (Sindspen), Jacira Maria, ao CenárioMT.

“Não estamos banalizando o momento, mas com a falta de EPI aos servidores em muitas unidades, eles (detentos) estão buscando meios de fuga. Essas unidades, que eram delegacias, são muito frágeis e coloca a sociedade local em perigo”, acrescentou.

A presidente destacou ainda que a soma de fatores como falta de efetivo e políticas públicas enfraquecidas, resultam na fragilidade do sistema prisional.

“Somando a fragilidade com a falta de efetivo, o resultado pende para o lado da falta de Políticas Públicas e elegendo políticos de carreira, sem compromisso real com os cidadãos”.

Em relação a fuga em Alto Garças, a presidente enfatizou:

“Fugiram 03 e 01 foi recapturado, infelizmente, essa é a realidade de abandono e desrespeito com o recurso público. Somente 02 Policiais Penais por plantão. Corajosos e destemidos Policiais, que colocam a Vida para proteger a população, mesmo nesse período de corona vírus, onde não podem adoecer senão compromete o plantão… Como culpa-los? Parabéns aos Policiais pelo trabalho, pela recaptura do foragido e por saírem vivos”, finalizou Jacira.

Fonte: CenarioMT

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui