Casos de coronavírus aumentam 46% em MT incluindo uma criança

0
7609

Com 13 novos casos confirmados de coronavírus nesta quinta-feira (2), Mato Grosso já contabiliza 41 registros da doença, o que represensenta um aumento de 46% nas últimas 24h. Os dados fazem parte do boletim informativo da Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgado nesta tarde. São 54% de mulheres e 46% de homens.

Dentre os pacientes, tem uma criança na faixa etária de 5 anos. No grupo de pessoas entre 56 e 80 anos, são cinco casos confirmados. Agora são sete cidades mato-grossenses com registros positivos da doença.

Até o momento, 14 das 41 pessoas com testes potivios para a covid-19, estão hospitalizadas. Desse grupo, nove pacientes estão em leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e outros quatro estão isolados em enfermarias. Um deles está numa enfermaria comum. De acordo com a SES, não há confirmação de qualquer morte no Estado em virtude do coronavírus.

Até o momento, a SES confirma 25 casos de covid-19 em Cuiabá e outros cinco em Rondonópolis. Tem ainda mais quatro registros oficializados em Várzea Grande, outros três em Sinop e dois em Tangará da Serra. Os municípios de Nova Monte Verde e Lucas do Rio Verde também entram na lista, cada um deles com uma notificação confirmada para coronavírus.

Quanto aos casos notificados de pessoas com Síndrome Respiratória Aguda Grave, são 297 registros em Mato Grosso, todos monitorados pela Secretaria Estadual de Saúde.

No balanço anterior, divulgado nesta quarta-feira (1º), eram 28 casos de covid-19 confirmados em cinco cidades. Os municípios que entraram para a lista nesta quinta-feira são Lucas do Rio Verde e Sinop.

O número de pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus, mas já estão recuperadas permanece igual, ou seja, nove casos, dos quais seis são moradores de Cuiabá e outros três de Rondonópolis. O boletim da SES completo com gráficos e dados pode ser conferido aqui.

Reprodução/SES

casos de coronavírus

Coronavírus no Brasil

Nesta quinta-feira, o Governo Federal confirmou 7.910 casos de coronavírus no Brasil e 299 mortes provocadas pela doença, cuja taxa de letalidade atualmente é de 3,8%.

Recomendações

Ainda não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus.

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Por Welington Sabino

AGORAMT

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui